Saída temporária de Lula da cadeia não anula os crimes que cometeu

O então governador do Estado de São Paulo, João Doria, se referiu a saída do ex-presidente Lula da cadeia onde ele estava em Curitiba como “saída temporária” e ainda afirmou que tal saída “não anula os crimes que cometeu”.

“Meu apoio a uma mudança constitucional para condenados em segunda instância serem presos e cumprirem integralmente suas penas”, acrescentou o tucano. “O Brasil quer justiça.”

Lula deixou a superintendência da Polícia Federal (PF) na capital paranaense às 17h42 (de Brasília) desta sexta-feira, 8, após assinar alvará de soltura expedido como resultado da decisão, ontem, do Supremo Tribunal Federal (STF) que reverteu a possibilidade de prisão após condenação em segunda instância.